Conheça a CIPA, a comissão formada para promover a segurança e a saúde dos funcionários

CIPA é uma sigla que corresponde à Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Surgiu desde a época da Revolução Industrial na Inglaterra, devido à chegada e à proliferação das máquinas nas empresas, o que gerou, consequentemente, um aumento substancial do número de acidentes no trabalho. Seu objetivo, então, é prevenir acidentes e doenças relacionadas ao ambiente empresarial.

O que a CIPA faz?

Entre as atribuições essenciais no CIPA está a observação das condições de riscos no ambiente de trabalho, tanto os que estejam relacionados à acidentes quanto à saúde. A partir de um debate acerca, por exemplo, de um determinado acidente ocorrido, serão adotadas medidas corretivas imediatas para diminuir até extinguir os riscos existentes. Na Semana Interna de Prevenção de Acidentes (SIPAT) é apresentado aos trabalhadores como se prevenir de futuras ocorrências também.

Como funciona?

A CIPA é composta por representantes do empregador, que são indicados por eles, e dos empregados, que são eleitos entre eles. A eleição é realizada na própria empresa. O mandato tem duração de 1 ano e pode haver reeleição. É permitida a participação inclusive do empregado em período de experiência, porém a sua estabilidade só ocorre após os 3 meses estabelecidos pela legislação. O estagiário não pode se candidatar, uma vez que não é classificado como funcionário e o seu vínculo não implica em um conhecimento profundo sobre a empresa.

Saúde e bem-estar em primeiro lugar

Para uma CIPA efetiva, é de extrema importância a denúncia por parte do empregado ou do empregador, bem como a colaboração em programas promovedores de saúde realizados na empresa ou em outros programas referentes à saúde no trabalho. Criar o interesse por parte dos empregados em acidentes e doenças ocupacionais é uma função primordial, pois evita com que ocorra a recorrência de acidentes e ainda valoriza a saúde e o bem-estar de todos os envolvidos.