Doar sangue é rápido, simples e seguro. Mas para quem precisa desse gesto de solidariedade, não é nada simples. Ele vale a vida!
Todo material utilizado na coleta do sangue é de uso único e descartável, o que elimina qualquer risco de  contaminação para o doador.

Requisitos básicos para a doação de sangue

– Estar em boas condições de saúde;
– Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (para menores de 18 anos, verificar no site documentos necessários e formulários de autorização);
– Pesar no mínimo 50kg;
– Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas) e alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem à doação);
– A presentar documento original com foto recente (que permita a identificação do candidato), emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social ou Carteira de Habilitação).

Impedimentos Temporários

– Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas;
– Gravidez;
– 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana;
– Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses);
– Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem à doação;
– Tatuagem nos últimos 12 meses;
– Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses.
OBS: Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins são estados onde a
incidência de transmissão de malária é maior. Quem esteve nesses estados deve aguardar 12 meses.

Impedimentos Definitivos

– Hepatite após os 11 anos de idade.
– Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e doença de Chagas;
– Uso de drogas ilícitas injetáveis;
– Malária.

Respeitar os intervalos para doação:

– Homens – 60 dias (máximo 4 doações nos últimos 12 meses)
– Mulheres – 90 dias (máximo 3 doações nos últimos 12 meses)

Mentiras e verdades sobre a doação

No Brasil, como se não bastasse o problema cultural, mitos e tabus conseguem afastar muitas pessoas dos postos de coleta.

Mitos e tabus:

– Quem doa sangue uma vez tem que continuar doando pelo resto da vida;
– A doação “engrossa” o sangue,  entupindo as veias;
– A doação faz o sangue “afinar”, “virar água”, provocando anemia
– Doar sangue engorda;
– Doar sangue emagrece;
– Doar sangue vicia;
– Mulheres menstruadas não podem doar sangue;
– Os doadores correm risco de contaminação.

Verdades:

– Doar sangue não enfraquece o organismo;
– Não existem riscos de se contrair doenças durante a doação;
– Sempre que o sangue coletado apresentar problema, o doador é convidado a comparecer ao hemocentro para refazer os exames;
– Após o parto a mulher pode voltar a doar depois 3 meses se o parto for normal e 6 meses se for cesariana;
– Durante a gravidez a mulher não pode doar

Postos de Coleta Pró – Sangue

Posto Clínicas – Av. Dr. Enéas Carvalho de Aguiar, 155 – 1º andar – Cerqueira César
De segunda a sexta, das 7 às 18h;
Sábados*, feriados e emendas, das 8 às 17h;
Domingos, das 8 às 13 horas (apenas nos 1º e 3º domingos de cada mês)
Estacionamento gratuito subterrâneo
* O atendimento aos sábados limita-se a 380 candidatos. Ao atingir esse número, o cadastro fecha.
Posto Mandaqui – R. Voluntários da Pátria, 4.227 – Mandaqui
De segunda a sexta, das 12h45 às 18h
Fechado aos sábados, domingos e feriados
– Posto Dante Pazzanese – Av. Dante Pazzanese, 500 – Ibirapuera
De segunda a sexta, das 8h às 17h; e 2º e 4º sábados de cada mês, das 8 às 16h
Fechado aos domingos e feriados
Posto Regional de Osasco – R. Ari Barroso, 355 – Osasco
De segunda a sexta, das 8h às 16h30 e sábado, das 8 às 16h
Fechado aos domingos e feriados
Posto Barueri – R. Angela Mirella, 354 – Barueri
De segunda a sexta, das 8 às 16h
Fechado aos sábados, domingos e feriados
Posto Pedreira – R. João Francisco de Moura, 251  – Vila Campo Grande
De segunda a sexta, das 7h30 às 12h30
Fechado aos sábados, domingos e feriados