DOE-SE!

Em tempos cinzentos como os que vivemos, com guerras, polarização política, ódio nas redes sociais, enfim, um cenário triste e degradante, nós ressaltamos a importância das pessoas que mostram que ainda vale a pena acreditar no ser humano. Exaltamos a disponibilidade do voluntário.

O voluntário é aquele que se doa. Ele reconhece a presença do outro ser humano em si mesmo, sente compaixão, ele coloca suas necessidades em segundo plano para atender a necessidade do outro. O “Ben” do voluntariado não está somente em achar que o mundo precisa de mudança, está na ação, no ato de arregaçar as mangas, ir onde está o problema e ser um elo de resgate de humanidade e de dignidade.

Ser um voluntário faz parte da cultura de filantropia que visa, especialmente, dedicar-se a alguém ou a um grupo específico. Existem alguns grupos de voluntários que são conhecidos por promover grandes embates com organizações poderosas, como o Greenpeace. Também existem grupos que se colocam no meio de conflitos em áreas de guerra, ficando totalmente vulneráveis, como os Médicos Sem Fronteiras. Há aqueles que ajudam a promover o desenvolvimento social, através da inclusão de pessoas que não tem o mínimo para sobreviver, como o Exército da Salvação.

Razões para ser voluntário:

Exercer a cidadania

Mais do que ser um membro do estado, que tem direitos e deveres, o cidadão pode ajudar a sua vizinhança, comunidade, município ou o país, colaborando com seu desenvolvimento e isto está diretamente conectado em colaborar com o crescimento dos demais cidadãos dando oportunidades para que eles tenham condições similares de vida.

Aprendizado contínuo

Existem inúmeras formas de ser um voluntariado e sempre que se prontificar a participar de uma ação é muito provável que aprenda algo novo, mesmo que seja uma atividade nova ou até uma nova profissão.

Promover o bem

Ajudar é um ato de promover e espalhar o bem. A sua atitude positiva pode incentivar outras pessoas a praticarem ações de caridade e assim criar um corrente positiva.

Descobrir o valor das coisas

Quando você se dispõe a ajudar, acaba vivenciando a vida de quem será beneficiado e às vezes se dá conta do quanto as pessoas lutam para ter o mínimo: como água potável, esgoto, um banheiro ou mesmo comer três vezes ao dia. Quando enxergamos este cenário passamos perceber o quanto pequenas coisas, que passam despercebidas, porque são “normais” no nosso dia-a-dia podem ser tudo que outras pessoas podem precisar. Com isso, aprendemos o verdadeiro valor das coisas, deixamos de lado pensamentos mesquinhos e começamos a ignorar pequenas futilidades.

Aprender a ser grato

Quando nos dedicamos a alguém ou a uma causa, começamos a enxergar nossa própria vida de uma forma diferente. Aprendemos a agradecer pelo que temos e que conquistamos. Mas não só isso, damos valor a saúde, por poder respirar e ter condições de levantar da cama todos os dias.

Experiência incomparável

Ser voluntário é uma das sensações mais incríveis que existem. Saber que uma ação sua ajuda a vida de alguém melhorar, é algo difícil de ser descrito. Mas o sentimento de recompensa pode ser maior até que o bem que pode ser feito.

 

Como se tornar um voluntário?

Comece de maneira simples! ser voluntário é promover o bem na vida de alguém, mesmo que seja de maneira tímida. Vamos dar dicas de ações rápidas para praticar o voluntariado agora mesmo:

  • Comece pelo seu bairro. Procure por pessoas que possam estar precisando de mantimentos, roupas ou trabalho.
  • Separe aquilo que não lhe faz falta e doe.
  • Faça uma busca na internet por voluntariado e encontre ongs com oportunidades para voluntários.

Serviço:

 

A BenCorp é uma consultoria que oferece gestão integrada de benefícios corporativos e saúde ocupacional, promovendo bem-estar aos colaboradores e reduzindo custos com saúde para empresas.

Entre em contato:

 

11 3149-4444